Os cantos e os mergulhos de uma pequena sereia neste enorme mar da vida...

Cantos recentes

6 meses...

8 semanas...

24 dias...

O Parto!

E o André nasceu!!!!

36 semanas + 4 dias...

36 semanas...

35 semanas...

34 semanas + 1 dia...

33 semanas + 1 dia...

Cantos anteriores

Novembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Outros mergulhos

Sexta-feira, 14 de Julho de 2006

Não sei o que faça...

Apesar de "estarmos esclarecidos" do que cada um sente pelo outro, ou exactamente por isso, tenho um medo permanente que desapareças da minha vida tão repentinamente como surgiste e ocupaste o meu coração...

Tu precisas de tempo para confiares, eu ando neste limbo de querer-te constantemente junto a mim, de querer que partilhes mais momentos comigo, conheças os meus amigos, quero partilhar o teu mundo também, mas tenho um medo permanente de que comeces a fazer tanto parte do meu mundo, mais do que já fazes, que depois torne o fim que tanto medo tenho que aconteça mais doloroso do que já seria se acontecesse agora... Pior! Como te vou conhecendo, sei o que gostas, até já tenho medo de te dizer algumas coisas que gostaria de partilhar contigo com medo que penses que o digo apenas por saber que é o que gostas de ouvir...

Como me disse uma amiga minha, após umas semanas de começar um namoro, que "Até tenho medo dizer isto, tão cedo, mas acho que encontrei o homem da minha vida..." Claro que pensei que era a paixão a falar, no início é tudo lindo...

Mas eu, também com muito medo de estar a dizer algum sacrilégio, (Deus me perdoe...) sinto que encontrei a pessoa com quem desejo partilhar o resto da minha vida...

Bolas! Acho que nunca senti isto! Se noutras ocasiões em que estive apaixonada havia sempre pontos de discordância de facto algo importantes que teriam que ser repensados, haver cedências, adaptações um ao outro, repensar alguns objectivos de vida... Contigo encontro só sintonias, e não! não estou a anular-me perante ti, mas aquilo que me revelas realmente tem coincidido com os meus mais profundos anseios, projectos de vida, formas de estar, pensar...

Há projectos de vida que eu comecei a ter medo de assumir a boa voz, tal era o meu medo de não conseguir concretizà-los e ter que, à mesma boa voz, simplesmente desistir deles e substituí-los por outros... E ter que, para não passar a viver amargurada e frustrada, encontrar o equilíbrio nesses novos projectos e tentar ser feliz dessa nova forma de vida...

Quando vens tu, com os mesmos projectos de vida que são meus, os mesmos valores, dar-me uma esperança de ser aquilo que sempre quis ser, de viver como sempre desejei e como via a minha vida no futuro... E no entanto não consegues entregar-te como eu já me entreguei a ti, de alma e coração...
Começo a recuar neste limbo, porque vejo que tu estás com um pé em cada lado... E tou com um medo imenso de continuar a dar-me, continuar a voar, e a queda ser grande demais...

Tu precisas de tempo para me conheceres melhor, para confiares, te entregares a mim, eu preciso da tua entrega para me dar mais a conhecer, para eu perder o medo de me entregar totalmente a ti...

sinto-me: bah...
cantado por Sereia.76 às 15:30
link do post | mergulhar | favorito

Sereia...

pesquisar

 

Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

A nossa opção...

Daisypath Anniversary Years Ticker

Evolução do André...

Lilypie