Os cantos e os mergulhos de uma pequena sereia neste enorme mar da vida...

Cantos recentes

6 meses...

8 semanas...

24 dias...

O Parto!

E o André nasceu!!!!

36 semanas + 4 dias...

36 semanas...

35 semanas...

34 semanas + 1 dia...

33 semanas + 1 dia...

Cantos anteriores

Novembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Janeiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Outros mergulhos

Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

Quase de férias...

Quase de férias, com mais trabalho do que eu desejaria, mas mais serena...

Ansiosa por ir de férias, claro, para estar contigo, e na expectativa! Afinal, vamos estar uma semana só os dois, após quase 3 meses de nos conhecermos... Apesar de estar perdidamente apaixonada por ti, também sei que isso pode não ser tudo, nada como partilhar o mesmo espaço para partilhar também as pequenas manias, pequenos nadas...

Realmente... Mais uma vez aqui concluo a grande diferença, no meu ver, de paixão e amor. Apesar de me apaixonar com uma enorme facilidade e muito rapidamente, de entregar o meu coração de corpo e alma incondicionalmente, e sofrer por paixão, porque paixão também é sofrimento, o Amor vem devagar, precisa de tempo para crescer, para evoluir de uma forma sólida e verdadeira... Perdoem-me os românticos, aliás, também me considero uma, mas não acredito em amor à primeira vista, acredito em atracção, química (porque sim, existe), paixão, mas amor, esse, o verdadeiro, só com o tempo....

Para mim o Amor transforma duas pessoas numa só... E isso, demora tempo...

sinto-me: inspirada
cantado por Sereia.76 às 23:29
link do post | mergulhar | favorito
Quinta-feira, 27 de Julho de 2006

Já nem sei que título hei-de inventar... Mais do mesmo...

O que eu estou a precisar mesmo é que o tempo corra, corra depressa, para eu mais depressa me sentir segura, sentir que tu também estás mais seguro do que sentes, do que queres...

Apesar de todos os pequenos sinais que me mostram que queres estar comigo, que queres confiar, que gostas de mim, eu ainda estou com aquele sentimento "idiota" (ou talvez não...) de que a qualquer momento tu me dirás que afinal não vai resultar, adeus...

Apesar de teres, assim de repente e várias vezes, pedido para estar comigo, de irmos em breve uma semana de férias a dois, de me levares algumas vezes para sair com amigos teus, ainda tenho medo... Qualquer detalhe menos entusiasta, qualquer demora, qualquer pequena frieza me faz pensar o pior, mesmo que depois, pensando melhor, não é nada, ou é apenas cansaço do trabalho, não tem singificado... Ainda não senti a tua entrega total, tal como eu te entreguei o meu coração...

Por acaso, estarei eu em falta?, ainda não conheces nenhum dos meus amigos, por mero acaso, por ainda não ter surgido uma oportunidade, mas também confesso que, apesar deles estarem em pulgas para te conhecer, pois vêem como eu ando nas nuvens, tenho medo de te apresentar ao meu grupo de amigos enquanto houver uma probabilidade maior que o "normal" de, sei lá, passada uma semana, já não fazeres parte da minha vida...

E este medo estende-se, evidentemente, à minha família...

Eu tenho certeza do que sinto, mas tu, tens? Eu estou apaixonada, quero bradar aos 7 ventos que gosto de ti, mas claro que tenho medo que amanhã ou depois tenha que esquecer tudo o que sinto e, pior ainda, que as pessoas à minha volta me perguntem por ti, e eu tenha que explicar que, enfim, não resultou... "Então porquê? O que aconteceu? Parecia tudo bem..." Desculpa, mas ainda hà poucos meses passei por isto e está ainda muito presente o meu mau estar, o "Tirem-me deste filme!!" que me ocorria nessas alturas...

Mesmo assim quero apresentar-te aos maus amigos, claro, mesmo apesar do medo, apenas ainda não surgiu a oportunidade...

Enfim, quero mesmo é que o tempo me traga certezas...

Quero sentir que finalmente soltaste as amarras e te deixas levar ao sabor do teu coração...

Vamos ver se chego a ver esse dia, ou não...

sinto-me: sei lá, na expectativa...
cantado por Sereia.76 às 14:19
link do post | mergulhar | favorito
Sábado, 22 de Julho de 2006

E mais uns dias...

Pois é, quando eu pensei que já não estavas muito entusiasmado em tirar férias comigo como estavas hà uns tempos atrás, pois nunca mais falaste nisso, (claro que a primeira coisa que me veio à cabeça foi o pior, para variar...), até porque ficou tudo meio no ar,  tu assim de repente dizes que queres marcá-las... claro que fiquei espantada e contente, principalmente quando tinhas dito à tua mana que era complicado tirares férias agora no teu trabalho...

Eu sei, eu sei que estou super insegura, but I can't help it!...

Anteontem, vieste fu-ri-o-so com uns colegas porque ficaste "preso" quando tinhas planeado estudar naquele tempo, por isso ficaste danado por não teres feito o que tinhas planeado... Vinhas chateado, fartaste-te de me pedires desculpa (não estavas chateado comigo, por isso não entendo porquê, hehe)... Lá por não termos feito o que tinhamos combinado, não vou ficar chateada por isso, não é? Não entendes que todos temos os nossos momentos de fúria, e que às vezes só precisamos é de colo e de um bom ouvinte para as nossas queixas? Deixa lá que eu tb tenho dias assim... e nessa altura também me vais aturar!, hehehe...

sinto-me: contente...
cantado por Sereia.76 às 11:25
link do post | mergulhar | favorito
Quarta-feira, 19 de Julho de 2006

E o tempo corre...

Bem, mais calma, efectivamente mais calma, aos poucos o tempo vai passando e mais uns pequenos detalhes, que contam tanto, me vão dizendo que estamos no bom caminho...

E como estou calma, e com pouco trabalho acumulado (estou a ser irónica, para que se entenda...) vou meter-me noutra pós-graduação, maior e mais trabalhosa que a anterior....

É um investimento, evidentemente, porque não sabemos o dia de amanhã, mas sei que vou andar a dizer mal da minha vida durante um ano lectivo inteirinho!!!

E sobre a pós-graduação, gostei de te ouvir que assim irias aprender umas coisas sobre o assunto comigo, e evidentemente que para mim é importante que me apoies e me dês força para me envolver nestas coisas, que compreendes que é importante sabendo de antemão que vai sobrar menos tempo para ti... Mas também é verdade que não esperava de ti outra atitude, não estivesses tu também a tirar uma pós-graduação, maior que a minha, hehe...

No entanto, quando falas que queres mesmo é voltar para a tua "terra", trabalhar lá, que aqui não foste feliz, bem, podes não ter sido, entendo que o desejes, mas evidentemente que não fico contente quando o dizes, pois quero mesmo é que por enquanto fiques cá, perto de mim... E quem sabe se não serás aqui muito feliz? Hein? Mas cá para mim (espero) dizes isso mais como desabafo do que a sério...

Enfim, acho que o facto de teres querido, nestes dias, estar mais vezes comigo, me conforta...

E tu sabes que eu não resisto a propostas destas... ;)

sinto-me: reconfortada...
cantado por Sereia.76 às 13:45
link do post | mergulhar | favorito
Sexta-feira, 14 de Julho de 2006

Não sei o que faça...

Apesar de "estarmos esclarecidos" do que cada um sente pelo outro, ou exactamente por isso, tenho um medo permanente que desapareças da minha vida tão repentinamente como surgiste e ocupaste o meu coração...

Tu precisas de tempo para confiares, eu ando neste limbo de querer-te constantemente junto a mim, de querer que partilhes mais momentos comigo, conheças os meus amigos, quero partilhar o teu mundo também, mas tenho um medo permanente de que comeces a fazer tanto parte do meu mundo, mais do que já fazes, que depois torne o fim que tanto medo tenho que aconteça mais doloroso do que já seria se acontecesse agora... Pior! Como te vou conhecendo, sei o que gostas, até já tenho medo de te dizer algumas coisas que gostaria de partilhar contigo com medo que penses que o digo apenas por saber que é o que gostas de ouvir...

Como me disse uma amiga minha, após umas semanas de começar um namoro, que "Até tenho medo dizer isto, tão cedo, mas acho que encontrei o homem da minha vida..." Claro que pensei que era a paixão a falar, no início é tudo lindo...

Mas eu, também com muito medo de estar a dizer algum sacrilégio, (Deus me perdoe...) sinto que encontrei a pessoa com quem desejo partilhar o resto da minha vida...

Bolas! Acho que nunca senti isto! Se noutras ocasiões em que estive apaixonada havia sempre pontos de discordância de facto algo importantes que teriam que ser repensados, haver cedências, adaptações um ao outro, repensar alguns objectivos de vida... Contigo encontro só sintonias, e não! não estou a anular-me perante ti, mas aquilo que me revelas realmente tem coincidido com os meus mais profundos anseios, projectos de vida, formas de estar, pensar...

Há projectos de vida que eu comecei a ter medo de assumir a boa voz, tal era o meu medo de não conseguir concretizà-los e ter que, à mesma boa voz, simplesmente desistir deles e substituí-los por outros... E ter que, para não passar a viver amargurada e frustrada, encontrar o equilíbrio nesses novos projectos e tentar ser feliz dessa nova forma de vida...

Quando vens tu, com os mesmos projectos de vida que são meus, os mesmos valores, dar-me uma esperança de ser aquilo que sempre quis ser, de viver como sempre desejei e como via a minha vida no futuro... E no entanto não consegues entregar-te como eu já me entreguei a ti, de alma e coração...
Começo a recuar neste limbo, porque vejo que tu estás com um pé em cada lado... E tou com um medo imenso de continuar a dar-me, continuar a voar, e a queda ser grande demais...

Tu precisas de tempo para me conheceres melhor, para confiares, te entregares a mim, eu preciso da tua entrega para me dar mais a conhecer, para eu perder o medo de me entregar totalmente a ti...

sinto-me: bah...
cantado por Sereia.76 às 15:30
link do post | mergulhar | favorito
Quarta-feira, 12 de Julho de 2006

Saudades...

Não te vejo desde hà 2 dias... desde a nossa conversa... tu tens trabalho para fazer e eu tenho trabalho que não consigo fazer, não consigo concentrar-me...

E estou com imensas saudades da tua presença, de te tocar...

Não sei se já reparaste mas além de ser "muito kida" (palavras tuas, e quem sou eu para duvidar...) também tenho imensa necessidade de te tocar, sempre, de sentir a tua presença, sentir que estás perto de mim, sentir que és meu, talvez...

Seja quando andamos na rua, no carro, sentados num restaurante enquanto conversamos, ou simpesmente a ver televisão.

Tenho necessidade de sentir a tua presença, o teu calor, dá-me paz, bem-estar, sinto-me tua...

Ontem senti imensa falta tua, ainda pensei em ter contigo, mas tinhas que trabalhar e respeito isso, já bastou o serão de 2ª que não pudeste trabalhar...

Tenho medo que te sintas asfixiado pela minha paixão, por isso tento refrear a minha ânsia de estar contigo...

Pois, hoje também vais ter que trabalhar, só te vou ver amanhã... Mas tenho imensas saudades tuas...

sinto-me: saudosa...
cantado por Sereia.76 às 15:28
link do post | mergulhar | favorito
Terça-feira, 11 de Julho de 2006

Agora mais calma...

Os meus feellings não eram de todo despropositados, mas a razão do teu distanciamento não era bem a que eu suspeitava...
Sim, ficaste mais distante, mas não porque deixaste de ter esperanças em nós (era mesmo esse o meu medo), mas porque estás a avaliar tudo, todos os pequenos detalhes, tal como eu, diga-se a verdade...
Pois tu, tal como eu, prestas atenção a todos os pequenos detalhes, respostas, silêncios, todos indicam algo, é verdade... Mas, tal como tu tens medo, também eu o tenho, e se nalguns detalhes eu recuei por medo de avançar depressa demais, tu avaliaste essas reacções erradamente...
Perante alguns detalhes que deveras me surpreenderam em ti eu fiquei sem palavras, juro!, mas interpretaste o meu silêncio como se para mim não fossem importantes...
E ficaste também na dúvida se algumas coisas que te disse foram por achar que eram aquelas que querias ouvir, mas disso podes ter a certeza que é coisa que não farei, jamais... O que faço e digo é por mim, é o que vem do coração e nunca, nunca, é por pensar que é o que queres ouvir...
Enfim, nada como uma conversa franca, honesta e transaparente, para me sossegar a alma...
Ainda estás com medo, e eu ainda estou com medo que não o consigas superar, mas saí da tua casa com a certeza que tens vontade de o superar e queres lutar por isso...
Como tenho dito, o tempo o dirá, tenho esperanças que sim, que com o tempo confies e te libertes...

sinto-me: calma...
cantado por Sereia.76 às 09:58
link do post | mergulhar | favorito
Segunda-feira, 10 de Julho de 2006

Ai...

Porque é q eu sou assim?????

Não consigo trabalhar, tenho o estômago num turbilhão, não consegui almoçar nada de jeito...

Que m****!!! Só me apetece dizer asneiras!!!

Ainda tenho que esperar até depois de jantar para finalmente falar contigo, não aguentaria até amanhã, já sei que passaria a noite em claro... Já esta me custou a passar... Porquê???

Dizem-me para não sofrer por antecipação, até pode ser que esteja a fazer o filme todo e depois não era nada...

Bolas! Falar é fácil... Estou com um medo terrível de uma repetição do que se passou hà 3 meses... Mais uma...

Parece que hoje à tarde vou correr por antecipação... porque não me estou a ver a correr pela noite fora, e correr ajuda-me a mandar tudo para trás das costas, e até nem corro muito depressa...

Acabaste de me mandar uma sms a perguntar porque te pedi "please" para te ver hoje... Pedi "please" porque não posso adiar mais esta angústia, que ainda fico com uma úlcera! Será que percebeste que algo não está bem? Será que não? Será que não estás mais distante? Ou será apenas por outros motivos? Será que estou mesmo a fazer o filme todo na minha cabeça?

Ai!!! Tirem-me deste filme! O que eu não faria para adiar o tempo 6h, assim a correr...

sinto-me: com o estômago às voltas...
cantado por Sereia.76 às 15:05
link do post | mergulhar | favorito

Feelling...

A minha insegurança está a transformar-se num feelling demasiado evidente... Estás claramente mais distante...

Pronto, já estou a sofrer por antecipação... Já antevejo o desfecho logo à noite...

Estou a tornar-me perita nestes feellings...

*"#$*%*&"*#"&#*%...

sinto-me: snif...
cantado por Sereia.76 às 11:44
link do post | mergulhar | favorito
Domingo, 9 de Julho de 2006

E mais dúvidas...

E pronto! As minhas inseguranças continuam... (isto está a tornar-se monótono, eu sei...)

Basta tu não me responderes dentro de tempo útil a uma mensagem minha, ou um beijinho de boasvindas menos carinhoso, sei lá... qualquer mínimo detalhe me deixa super insegura...

Espero que esta insegurança passe depressa, humpf...

Pelo menos tu sabes o que sinto, e eu sinto-me bem ao dizer-to...

Sinto que devo dar-te a conhecer o que me vai na alma, mostrar-te como sou, transparente, sem esquemas, sem jogos, sem insinuações...

Porque o faço? Não sei, apenas acho que é assim que devo agir, é assim que quero ser...

Há duas coisas que eu gostaria de fazer, já mas sugeriste, mas quero fazê-las por mim, sem ti...

Uma delas, antes de te conhecer pensei nisso, mas fiquei sem graça em simplesmente aparecer, sozinha, ser alvo de olhares curiosos, e sem saber por onde começar, até encontrar o local certo.

A outra foste tu que me informaste a sua existência.

Porquê sem ti? Simples, porque quero fazê-las por mim, não por ti, e se as fizer contigo e "nós" não resultarmos, eu vou desaparecer da tua vida, e de tudo o que faço contigo...

Se fizer essas duas coisas contigo, ficarão dependentes do "nós", o que pode não ser um bom ponto de partida...

Bem, vão ficar mais um tempo em meditação, porque seja quando for nunca será tarde demais...

sinto-me: sei lá...
cantado por Sereia.76 às 00:20
link do post | mergulhar | favorito

Sereia...

pesquisar

 

Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

A nossa opção...

Daisypath Anniversary Years Ticker

Evolução do André...

Lilypie